domingo, 24 de maio de 2009

Vamos falar de Sustentabilidade: Captação de água de chuva

Captação de Água de Chuva

O sistema de captação, filtragem e armazenamento de água de chuva é indicado para utilização residencial, em condomínios ou em instalações industriais e comerciais. O sistema é ambientalmente correto, prático, econômico e fácil de instalar.
É uma nova maneira de economizar água e dinheiro, além de enfrentar problemas trazidos pela urbanização, como o risco de desabastecimento, racionamento, e amenizar os efeitos da impermeabilização do solo, como alagamentos e inundações.

Como funciona:

O telhado e calhas são utilizados como captadores da água de chuva, que é dirigida para um filtro autolimpante e levada para uma cisterna ou tanque subterrâneo. Nessa imagem a cisterna forma com o filtro um conjunto eficiente e simples de instalar, mesmo sob a terra.

A manutenção do equipamento é simples. Basicamente, consiste em fazer de duas a quatro vistorias anuais no filtro. Para tanto, basta abrir a tampa do filtro, puxar o miolo, feito em aço inox, e verificar se a tela está suja. Depois basta soltar dois parafusos e lavar a tela com água.

O sistema pode ser aplicado tanto em residências em construção (pode ser feito um sistema paralelo ao da água da rua) e incluir o uso em descarga de banheiros, lavagem de roupa e torneiras externas, como em casas já construídas. Onde não se quer ou não for possível mexer nas instalações existentes, é possível aproveitar a água de chuva para jardins, piscina, limpeza de calçadas, lavar carros, entre outros usos.

Em condomínios, a água de chuva armazenada significa uma economia expressiva no gasto de água nas áreas comuns. Ela pode ser utilizada para lavagem das calçadas, do playground, de carros, na irrigação dos canteiros e jardins, no abastecimento da piscina, na reserva para caso de incêndio e até mesmo em banheiros das áreas comuns ou casa do vigia.

Em áreas de maior porte, aproveitar a água de chuva é unir os benefícios ecológicos aos econômicos. A água pode ser usada para resfriar equipamentos e máquinas, em serviços de limpeza, para descarga de banheiros, no reservatório contra incêndio, irrigação de áreas verdes. Nos dias de chuva intensa, as cisternas podem funcionar como "buffers" (áreas de contenção), diminuindo ou até evitando alagamentos e a sobrecarga da rede pluvial.

texto retirado de http://www.ecocasa.com.br/ com algumas alterações.